Busca

curiosidades sobre gatosPor que os gatos ronronam?

É normal o ato de "ronronar" dos gatos e outros felinos selvagens. Eles produzem o som a partir da movimentação do ar por estruturas anatômicas de sua garganta, e fazem isso normalmente em situações em que se sintam felizes e relaxados. Também podem ronronar em situações de estresse, como se fosse uma tentativa de se acalmar.

 

É perigoso ter gatos em casa quando há alguma mulher grávida no ambiente?

O Toxoplasma gondiié é um parasita intracelular que causa a toxoplasmose em humanos. Diversos animais podem se contaminar com o toxoplasma, incluindo aves, suínos, bovinos, caprinos e felinos. Entretanto, apenas os gatos eliminam os "ovos" desse parasita em suas fezes, por serem os hospedeiros definitivos. Os gatos podem adquirir o toxoplasma ao ingerir presas ou por consumo de carne crua. Dessa forma, caso o gato fique apenas dentro de casa e não seja alimentado com carne crua de nenhum animal, ele provavelmente não será fonte da doença, não oferecendo nenhum risco às mulheres grávidas ou a pessoas imunodeprimidas. Caso o gato tenha acesso ao exterior ou a carne crua, o indicado é que a mulher não tenha contato com suas fezes. Mas o importante é lembrar que as pessoas podem adquirir toxoplasmose consumindo carne crua ou mal passada, água ou outros alimentos contaminados com os ovos do parasita, e por isso as grávidas, mesmo não tendo contato com gatos, devem se precaver quanto a isso.

 

Os donos de gatos devem deixá-los passear pela rua ou é melhor deixá-los fechados em casa?

Por questões de saúde, o mais indicado é que os gatos não tenham acesso à rua, pois acabam se tornando mais vulneráveis à contaminação com doenças infectocontagiosas, brigas, atropelamento, envenenamento e outras causas que podem comprometer sua saúde e seu tempo de vida.

 

Onde deve ser colocada a bandeja higiênica? De quanto em quanto tempo é necessário trocar a areia?

Os gatos são animais muito preocupados com sua higiene pessoal e onde depositam seus dejetos. Por isso, o uso de caixas higiênicas é fundamental não só para a saúde do seu trato urinário, mas também pode contribuir com o aumento do estresse do animal caso não seja manejada adequadamente. O correto é o uso de caixas ou bandejas de tamanho médio ou grande, com profundidade que permita a colocação de pelo menos quatro centímetros de areia higiênica. O ideal é que se use duas caixas por gato e que elas estejam em locais tranquilos, de fácil acesso ao animal e que não fiquem muito distantes dos locais que o animal costuma usar.

O erro mais comum observado é usar apenas uma caixa para vários gatos, e ainda colocá-la na lavanderia, e bem próximo do comedouro e do bebedouro. Gatos precisam de um lugar tranquilo para poderem fazer "suas necessidades", e quando a lavanderia está sendo usada eles normalmente ficam retendo fezes e urina (ou, o que é pior, acabam urinando e defecando em outros locais, fora da caixa), e eles odeiam ter que usar caixas sujas ou dividi-las com outros gatos. Também precisam de um espaço de comer e beber diferente daquele que usam para deixar seus dejetos. Por isso, o exemplo citado é um dos problemas mais comuns em gatos que apresentam problemas de sistema urinário e estresse, entre outros.

É importante limpar a caixa higiênica diariamente, retirando as fezes e "blocos" de areia com urina e misturando a areia que ficou na bandeja. A necessidade de troca de toda a areia depende muito da qualidade e tipo de areia e do número de gatos da casa. Deve sempre ser totalmente trocada regularmente, pelo menos uma a duas vezes por mês.

 

Foto: Royal Canin

Dra. Luciana Domingues de Oliveira é Médica-Veterinária com mestrado e doutorado na área de Nutrição de Cães e Gatos. É também Consultora Técnica e Científica da Royal Canin do Brasil.


blog comments powered by Disqus

Mais acessadas do mês

Filhote do mês

Prev Next
Mel
Ted
Phiona

Quer ver seu pet aqui? envie uma foto com a historia dele para filhotedomes@idmed.com.br




Receba nossas notícias

Nome
Email


Quem somos|Publicidade|Fale Conosco