Busca

alt

Você vai viajar nas férias e pretende levar o seu cãozinho junto? Fique atento a algumas dicas da veterinária Mara Massad, especialista em cães.

Segundo ela, ao viajar de carro, é essencial ficar atento à ventilação no carro. Ela deve ser mantida através da abertura parcial das janelas ou através do ar condicionado. As paradas devem ser feitas a cada 2 horas para o animal descansar, beber água e dar uma voltinha (urinar e defecar se necessário). A dica é, se possível, viajar cedo, quando o animal ainda não se alimentou, para evitar enjoos na viagem, e também porque é uma hora mais fresca. "Durante o trajeto verificar sempre a temperatura interna do carro, se o animal está ofegante ou qualquer outra alteração de comportamento", diz ela.

Segundo a legislação de trânsito, os cães devem ser transportados dentro de uma caixa de transporte. Não é permitido o transporte de animais soltos dentro de carro, ônibus ou avião. No transporte de ônibus ou de avião, há necessidade de atestado de saúde, obtido com o veterinário do animal, e as companhias de transporte devem ser consultadas para se informar a respeito de outras documentações necessárias.

Cuidados gerais

O principal cuidado é com relação à hidratação. A água deve sempre estar disponível em local limpo e fresco. O dono também deve oferecer alimento duas vezes ao dia ao cão e não deixar o alimento exposto ao sol. Providenciar sempre um abrigo livre do sol, para que o animal possa se refrescar durante os dias de muito calor (casinha, lavanderia, etc.).

E uma dúvida comum é em relação à tosa: aqueles animais com pelos longos devem ser tosados? A veterinária explica que não necessariamente. Os cães, em geral, possuem glândulas sudoríparas entre as patinhas e perdem também calor pela respiração. Manter as patinhas livres de pelos, além de ajudar no verão, evita que o animal escorregue em piso liso.

O ideal é evitar passeios e exposição ao sol entre as 10h e as 17h. "Em caso de emergência, molhe as 4 patinhas com água gelada e procure um veterinário próximo para fazer a reidratação", finaliza ela.

 

Mara Massad é draduada pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo. Mestrado em Patologia Experimental pela Faculdaede de Medicina da USP em 2001. Atualmente cursando especialização em Medicina Veterinária Legal pela INBRAPEC



blog comments powered by Disqus

Mais acessadas do mês

Filhote do mês

Prev Next
Mel
Ted
Phiona

Quer ver seu pet aqui? envie uma foto com a historia dele para filhotedomes@idmed.com.br




Receba nossas notícias

Nome
Email


Quem somos|Publicidade|Fale Conosco