Busca

Castração em cães e gatos: tire suas dúvidas

A castração de animais é um assunto que gera muitas dúvidas para os donos. É seguro? Faz bem para o animal? Quando fazer? Acompanhe a entrevista com o médico-veterinário Luiz Carlos Nunes Arruda Júnior e tire suas dúvidas.


O que é a castração?

Castração é a esterilização de um animal (macho ou fêmea), praticada para fins de controle reprodutivo, podendo inclusive ser feita de forma química, em que é utilizada substância causadora de esterilidade nos machos.

 

Como é no macho?

No macho é feita por meio da retirada dos testículos (orquiectomia) e de forma química, na qual é injetada uma substância nos testículos, que causa a infertilidade.

Outra forma de controle da fertilidade no macho é a vasectomia, em que é retirada parte do ducto espermático, tornando o indivíduo infértil.

 

E na fêmea?

Na fêmea a castração consiste na retirada cirúrgica do útero e dos ovários.

Existem opiniões diferentes quanto à retirada de um ou de ambos os ovários.

 

É perigoso?

Não é perigoso, os riscos envolvidos são os mesmos de qualquer procedimento cirúrgico. Cabe ao médico-veterinário avaliar cada caso quanto aos riscos potenciais.

 

A castração é indicada tanto para cães como para gatos?

Sim, a castração é indicada para várias espécies em que se deseja fazer um controle da fertilidade.

 

Quais os benefícios?

Através da castração, evitam-se todos os transtornos decorrentes da reprodução e da ação hormonal, como brigas, demarcação de território, fugas, doenças sexualmente transmissíveis, etc.

 

Tem alguma idade indicada para fazer?

Conforme a necessidade, a castração pode ser praticada em qualquer idade. Atualmente se recomenda a castração de fêmeas antes do primeiro cio, pois assim também se reduz muito a incidência de tumores de mamas.

 

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia deve ser feita por médicos-veterinários capacitados, em centros cirúrgicos adequados às normas da Anvisa, respeitando a saúde do animal, de forma que não produza nenhum tipo de sofrimento para o mesmo.

 

Como é a recuperação?

A recuperação costuma ser tranquila. O pós-operatório é tão importante quanto a cirurgia em si, e consiste no uso de antibióticos e curativos locais, além de restrição de exercícios físicos que possam comprometer a recuperação.

 

A cirurgia tem algum risco?

Toda cirurgia envolve riscos. Cabe ao médico-veterinário avaliar, juntamente com os donos do animal, o grau de risco que envolve o procedimento, dependendo das condições de saúde do animalzinho.

 

Qual o tipo de anestesia tomada?

Existem diferentes tipos de anestésicos utilizados na medicina veterinária, o médico-veterinário irá indicar o anestésico que melhor se adequar às condições da cirurgia.

Hoje em dia tem-se utilizado muito as anestesias inalatórias, em função da segurança que estas representam.

 

Quais os cuidados que o dono deve ter em casa com o animal?

Em casa o proprietário deve seguir à risca as recomendações do médico- veterinário, cumprindo corretamente os horários das medicações (principalmente antibióticos). Basicamente estes cuidados consistem em medicação oral, curativos locais e restrição de exercícios.

 

É verdade que o animal sempre engorda depois da castração? Por quê?

Isto ocorre em alguns casos, principalmente nos machos, mas pode ser evitado com um programa nutricional adequado.

Esta engorda pode estar relacionada à redução de atividades físicas, pois o macho castrado reduz muito atividades que antes praticava por estímulo hormonal, como demarcação de território, busca e disputa de fêmeas, etc.


Existe alguma desvantagem para o animal?

Para o animal, a castração não representa desvantagem significativa.

 

É verdade que aumenta o risco do hipertireoidismo e do câncer cardíaco no animal?

Existem algumas controvérsias quanto a estes aspectos, mas em geral hoje em dia este ainda é um risco pouco significativo e pode estar associado mais a caráter hereditário do que à cirurgia em si.

 

É verdade que animais castrados são mais tranquilos?

Geralmente observamos um comportamento mais pacífico em animais castrados, porém não podemos fazer disto uma regra.

 

 

Luiz Carlos Nunes Arruda Júnior, médico-veterinário, formado pela Unifeob em 1995. Proprietário da Clínica Vet em Casa, em Campinas. CRMV-SP 9555

Mais acessadas do mês

Filhote do mês

Prev Next
Mel
Ted
Phiona

Quer ver seu pet aqui? envie uma foto com a historia dele para filhotedomes@idmed.com.br




Receba nossas notícias

Nome
Email


Quem somos|Publicidade|Fale Conosco