Busca

alt

A chegada do inverno traz muitas preocupações com relação a nossa saúde, já que nessa época do ano, devido ao clima mais seco, é muito comum surgirem com maior frequência as doenças respiratórias. Porém, você sabia que tais problemas também podem atingir os nossos animais de estimação?

A bronquite canina é um bom exemplo de doença respiratória comum no inverno. Ela inflama os brônquios e leva a uma maior produção de muco nas células que revestem essas estruturas, sendo comum principalmente em raças pequenas.

"Geralmente as causas da bronquite são indeterminadas, mas existem vários fatores predisponentes, como a poluição e a fumaça de cigarros, além de substâncias irritantes às vias aéreas, como perfumes, sprays, incensos, pólen etc. Mudanças bruscas de temperatura e umidade do ar pioram o processo e podem exacerbar os sintomas", explica a médica- veterinária Denise Schwartz.

Quanto aos sinais clínicos apresentados pelo pet, Denise ressalta que a principal manifestação é a tosse, mas que os animais podem apresentar diferentes graus de esforço respiratório, ou seja, uma maior dificuldade de respirar.

 

Os riscos da bronquite

A bronquite é um processo crônico e incurável que pode ser controlado com medicação. No entanto, de acordo com a médica-veterinária, casos avançados podem ter maior predisposição à ocorrência de broncopneumonias.

"Dificilmente o animal morre em decorrência da bronquite, mas pode ocorrer nos casos graves com pouca resposta ao tratamento ou como complicação de doenças concomitantes", ressalta Denise.

Para o tratamento da bronquite canina, que deve ser prescrito e acompanhado pelo médico- veterinário, são usados corticoides, expectorantes e nebulizações, sendo que os antibióticos só são administrados quando ocorre uma infecção associada.

Quanto ao uso de supressores da tosse, normalmente eles são evitados, recomendados apenas quando a tosse é muito intensa e frequente. Vale ressaltar que o animal não deve ficar na presença de fumantes.

 

 

Dra. Denise S. Schwartz é médica-veterinária formada pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Aprimoramento em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais na FMVZ/USP. Mestrado em Clínica Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e doutorado em Veterinary Biosciences - Ohio State University, Estados Unidos. Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Cardiologia, foi presidente da SBCV durante o triênio 2007/2010. Professora do Departamento de Clínica Médica da FMVZ-USP, da graduação e pós-graduação. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica Veterinária, atuando principalmente nos seguintes temas: interação cardiorrespiratória, efeitos cardiorrespiratórios da obesidade, reflexos cardiovasculares, manifestações cardíacas de doenças sistêmicas, marcadores cardíacos, cardiologia veterinária comparada e clínica de cães e gatos. Ministra palestras e workshops nas áreas de cardiologia e respiratória.


blog comments powered by Disqus

Mais acessadas do mês

Filhote do mês

Prev Next
Mel
Ted
Phiona

Quer ver seu pet aqui? envie uma foto com a historia dele para filhotedomes@idmed.com.br




Receba nossas notícias

Nome
Email


Quem somos|Publicidade|Fale Conosco