Busca

CoprofagiaCoprofagia é o ato de comer fezes, sendo comum em cães e raro em gatos. Quanto às fezes ingeridas, podem ser do próprio cão, de um animal da mesma ou de outra espécie. As causas são multifatoriais e, portanto, o tratamento nem sempre é muito fácil. As causas da coprofagia podem ser: hereditárias, relacionadas com a dieta, devido a patologias e comportamentais.

 

Causas hereditárias

Cães que comem fezes de outras espécies animais o fazem porque essas podem ser nutritivas. Para o cão, não é repugnante. Quando seus ancestrais, os lobos, caçavam uma presa, primeiramente comiam as entranhas, os intestinos, fígado, estômago, etc.

 

Causas relacionadas com a dieta

- Dietas com baixos níveis proteicos ou alimentação insuficiente.

- Dietas muito ricas em carboidratos e fibras.


Devido a patologias

- Presença de parasitas (vermes e/ou protozoários).

- Síndrome de má absorção.

- Pancreatite crônica.


Causas comportamentais

- Cadelas que deram cria comem as fezes dos filhotes para manter o local limpo.

- Ansiedade, estresse.

- Cães entediados.

- Para chamar a atenção.

- Para evitar que o proprietário os puna.

- Ansiedade de separação - cães que ficam longos períodos sozinhos.

- Cães confinados.

 

Prevenção

Como prevenção existem algumas formas de melhorar o manejo do cão para que esse problema seja evitado:

- A alimentação deve conter uma ração de boa qualidade, respeitando a idade e atividade física do animal. A frequência e a quantidade do alimento dependerão da idade e do porte do cão, normalmente indicadas pelo médico-veterinário. Caso existam outros animais na casa, alimente-os em vasilhas separadas e verifique se todos estão tendo oportunidade de comer.

- Evite dar doces, biscoitos e frutas, principalmente frutas e legumes adocicados, tornando-os ainda mais atraentes para o cão, enquanto estiver sendo tratada a coprofagia. Os resíduos desses alimentos podem passar para as fezes.

- O jornal do seu filhote deve estar sempre bem limpo e, de preferência, não o deixe ver você limpando as fezes. Ele pode imitar o seu comportamento ou até achar que você está brincando.

- Não brigue com o seu filhote se ele já tiver defecado ou urinado no lugar errado. Simplesmente limpe a sujeira e espere uma oportunidade para pegá-lo no ato. Muitos cães comem as fezes para esconder do dono e dessa forma evitar que sejam punidos.

- Consultas veterinárias são importantes para a avaliação da saúde do animal. O médico-veterinário poderá solicitar exames complementares e prescrever as medicações necessárias. Cabe a esse profissional orientar na mudança da ração do cão. Aparentemente algumas rações deixam as fezes mais atraentes do que outras.

- Dedique uma parte do dia para dar atenção e exercitar o animal. Cachorros que são deixados muito tempo sozinhos (mais de 4 horas seguidas) ou confinados em locais pequenos e com poucos brinquedos tendem a comer mais fezes do que aqueles que são exercitados regularmente ou que recebem mais atenção de seus donos.

- Os locais de dormir, alimentar-se, urinar e defecar devem ficar bem separados para o cão.

 

 

Eduardo Ribeiro Filetti é médico-veterinário, pós-graduado em saúde pública e professor universitário. Também é vice-presidente da ONG “SOS Animais de Rua”.


blog comments powered by Disqus

Mais acessadas do mês

Filhote do mês

Prev Next
Mel
Ted
Phiona

Quer ver seu pet aqui? envie uma foto com a historia dele para filhotedomes@idmed.com.br




Receba nossas notícias

Nome
Email


Quem somos|Publicidade|Fale Conosco