cachorro brincando de mordercachorro brincando de morder

Por que filhotes de cachorro mordem as mãos e como acabar com esse hábito.

Se você tem um filhote de cachorro, é bem provável que já tenha experimentado a sensação de ter a mão mordida pelo seu furry friend.

Embora para muitos tutores essa seja uma brincadeira inofensiva, é importante entender que o hábito de morder pode se tornar um grande problema comportamental na vida adulta do animal. Mas por que filhotes de cachorro mordem as mãos?

E como podemos fazer para acabar com esse hábito divertido, mas nem sempre inofensivo?

Neste artigo, vamos responder essas e outras perguntas sobre um dos principais comportamentos caninos: morder a mão do tutor. Então, prepare-se para entender melhor o universo dos seus pets de quatro patas e aprenda como lidar com essa fase natural do desenvolvimento dos filhotes!

Por que filhotes de cachorro mordem as mãos?

Questão de instinto

Primeiramente, é importante entender que morder faz parte do instinto dos cães. Na natureza, morder serve tanto como forma de defesa quanto de ataque. Como os filhotes ainda estão em desenvolvimento, eles precisam treinar essa habilidade para se tornarem cães adultos saudáveis. Logo, morder faz parte do processo de descoberta do filhote. É importante notar, porém, que não se deve deixar que isso se torne um hábito.

cachorro brincando com criança
cachorro brincando com criança

Limpeza dos dentes

Outra justificativa comum para a mordida dos filhotes é ajudar na limpeza dos dentes. Sim, cães também precisam de uma higiene bucal rotineira, assim como os seres humanos! E, por isso, uma das formas deles manterem os dentes saudáveis é morder tudo que vem pela frente – e isso inclui a mão do tutor!

Descoberta das habilidades

Além de ajudar na limpeza dos dentes, os filhotes também mordem porque estão descobrindo suas habilidades. Tal qual uma criança que está descobrindo o mundo, filhotes precisam conhecer o ambiente à sua volta e a mordida é uma das formas deles experimentarem diferentes texturas e materiais.

Conhecimento das texturas

Junto à descoberta das habilidades, a mordida também serve como forma de conhecer texturas. Filhotes precisam experimentar coisas diferentes para aprender mais sobre o mundo ao seu redor. Todos esses pontos nos levam a um questionamento importante: como fazer o filhote parar de morder a mão?

Os riscos do hábito de morder

No início, as mordidas do filhote de cachorro podem parecer inofensivas e até divertidas. Porém, é importante lembrar que esse hábito pode se agravar, causando problemas comportamentais no futuro. Quando o cão continua a morder, mesmo depois de adulto, pode se tornar agressivo e apresentar comportamentos indesejados, tais como mastigar objetos e móveis da casa, latir excessivamente, exibir comportamentos compulsivos ou até mesmo morder pessoas.

As mordidas também podem se tornar bastante perigosas, especialmente se o animal pesar mais de 10 quilos ou tiver uma mordida muito forte. Algumas raças, como o Pit Bull e o Rottweiler, por exemplo, podem gerar consequências devastadoras devido à força da mandíbula. No entanto, qualquer raça de cachorro pode causar danos significativos caso morda com força suficiente.

cachorro brincando com criança
cachorro brincando com criança

Cães que cresceram mordendo mãos e outros objetos podem ter dificuldade em identificar os limites e regras estabelecidos pelos tutores. Consequentemente, esses cães podem ter dificuldade em se relacionar com outros animais ou pessoas.

O hábito de morder também pode levar a problemas de higiene bucal, como acúmulo de tártaro ou cáries dentárias. Assim, é fundamental lidar com esse hábito logo no começo, para evitar problemas comportamentais e de saúde no futuro.

Como fazer o filhote parar de morder a mão?

Felizmente, existem várias estratégias para acabar com a mordida de filhotes na mão dos tutores. Veja abaixo:

Enriquecimento ambiental

Uma maneira de reduzir a mordida dos filhotes na mão do tutor é oferecer um ambiente enriquecedor ao animal. Isso significa oferecer vários brinquedos divertidos espalhados pelo chão – dessa forma, o filhote encontra outras alternativas para brincar e se divertir sem apelar para a mão do tutor. Essa técnica é conhecida como enriquecimento ambiental.

Ensinar limites

A melhor forma de evitar que a mordida se torne um hábito, é ensinar limites ao filhote. Explique para ele que morder a mão não é uma forma apropriada de brincadeira. Se o filhote morder a mão, o tutor deve dizer “não” em um tom firme e colocá-lo no chão, dando a entender que a brincadeira acabou. É importante que todos os membros da família sigam a mesma estratégia para que o filhote não fique confuso.

cachorro brincando
cachorro brincando

Ignore

Isso mesmo, ignore o filhote. Às vezes, a melhor coisa a se fazer quando o filhote morder a mão, é ignorá-lo completamente. Vire as costas e pare de brincar. Isso demonstrará para ele que morder não leva a nada de bom e que há outras maneiras de chamar a atenção do tutor.

Redirecionar

Outra estratégia é oferecer opções ao filhote para que ele redirecione suas energias e mordidas. Se ele morder a mão do tutor, em vez de ficar bravo, ofereça um brinquedo que ele possa morder e brincar.

Pare e dê um comando

Quando filhotes mordem, muitas vezes estão procurando atenção e acabam se apegando ao que estão fazendo. Por isso, uma estratégia pode ser interromper a brincadeira e dizer um comando para que ele possa compreender que a mordida não deve se tornar um hábito – um simples “pare” ou “não” pode ajudar muito.

Ensinar com brinquedos

Por fim, é importante ensinar o filhote a brincar com brinquedos. Assim, ele perceberá que é mais divertido morder e roer os seus próprios brinquedos do que a mão do tutor.

cachorro brincando
cachorro brincando

Conclusão

É importante lembrar que morder faz parte do instinto dos filhotes de cachorro, mas que isso não deve se tornar um hábito. Uma boa opção para controlar essa situação é o enriquecimento ambiental, a estratégia de ensinar limites e a utilização de brinquedos.

O tutor deve ser firme e não responder às mordidas com violência, mas sim com calma e coerência. E lembre-se: a persistência é fundamental para que esse hábito seja eliminado e o filhote aprenda a conviver de maneira saudável em sua nova família.

Para evitar problemas comportamentais e mordidas em outras fases da vida, é importante ajudar nossos filhotes a parar de morder nossas mãos. Felizmente, existem várias técnicas eficazes que podemos usar, como o enriquecimento ambiental e o ensino de limites.

Lembre-se sempre de redirecionar o comportamento do filhote para brinquedos e outros objetos, e evitar brincar de lutar ou morder as mãos.

um pouco de paciência e persistência, podemos ajudar nossos filhotes a desenvolver hábitos saudáveis e felizes, para que possamos aproveitar toda a alegria que eles trazem em nossas vidas.

By Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes

Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *