cachorro na praiacachorro na praia

“Cuidados básicos para levar o seu cachorro nas praias do Rio de Janeiro”

Desde setembro de 2019, a lei que permite a presença de cachorros nas praias do Rio de Janeiro está em vigor. No entanto, apesar de a lei já ter um bom tempo, muitos tutores ainda não sabem como aproveitar esse novo direito de maneira responsável e segura para seus pets.

Este blog tem como objetivo ensinar os cuidados básicos que os tutores precisam ter ao levar seus cachorros para a praia e garantir que a presença deles não incomode ou coloque em risco as pessoas e outros animais.

Aqui, você vai encontrar dicas desde os cuidados prévios até os pós praia, além de informações sobre fiscalização e multas. Leia com atenção e divirta-se com segurança com o seu pet!

Cuidados prévios

Verificar se o cachorro está apto a frequentar a praia Nem todos os cachorros estão aptos a frequentar a praia. Alguns apresentam alergias a areia e água salgada, outros podem ter problemas respiratórios ou serem mais sensíveis ao sol. Antes de levar o seu cachorro à praia, leve-o ao veterinário para uma avaliação e autorização.

Vacinação e vermifugação em dia É importante que o cachorro esteja com a vacinação e vermifugação em dia antes de frequentar a praia. Além disso, é necessário que o tutor leve o comprovante de vacinação do animal.

cachorro na praia
cachorro na praia

Escolha do horário A escolha do horário é fundamental para garantir a segurança do cachorro e de outras pessoas presentes na praia. Opte por horários mais frescos, como pela manhã ou fim de tarde, evitando o horário de pico. Vale ressaltar que cada praia tem seus próprios horários permitidos para a presença de cachorros.

Preparar uma bolsa com água, tigela, brinquedos e saquinho para recolher as fezes Leve uma bolsa com água e tigela para hidratação do animal, além de brinquedos para entretê-lo. Não se esqueça de levar saquinho para recolher as fezes do seu cachorro.

Quais raças de cachorro são proibidas na praia Algumas raças de cachorro são proibidas na praia, como pitbull, fila, doberman e rotweiller, por exemplo. Além disso, todo cachorro que apresentar comportamento violento ou agressivo não deve frequentar a praia.

Cuidados durante a ida à praia

Levar o cachorro à praia é uma atividade prazerosa tanto para o animal quanto para o tutor. Entretanto, é preciso estar atento aos cuidados durante a ida à praia para que tudo ocorra da melhor maneira possível.

Manter o cachorro sempre na coleira é uma norma estabelecida por lei e indispensável para garantir a segurança do animal e das pessoas que frequentam a praia. Os cachorros podem ser imprevisíveis, e a coleira evita que eles corram em direção à água ou a outras pessoas na praia.

Outra medida importante a ser adotada é a delimitação da área para circulação dos cachorros na praia. Algumas praias permitem que os cachorros circulem livremente, enquanto outras reservam uma área específica para isso. É importante respeitar as regras de cada praia e não deixar o cachorro circular em áreas onde não é permitido.

O descarte correto das fezes do cachorro é essencial para manter a praia limpa e higiênica. É responsabilidade do tutor levar saquinhos de coleta e recolher as fezes do animal. Além disso, é importante evitar que o cachorro urine na água, pois isso pode afetar a qualidade da água e a saúde das pessoas que frequentam a praia.

Para evitar a desidratação do animal, é fundamental levar água e uma tigela para o cachorro. Os cachorros precisam se hidratar regularmente, principalmente em dias quentes. É importante lembrar que a água do mar é salgada e não deve ser oferecida ao cachorro.

Por fim, é preciso ter em mente que o objetivo da ida à praia deve ser o lazer e o bem-estar do animal. Por isso, é importante evitar forçar o cachorro a realizar atividades que não lhe agradam e garantir que ele tenha momentos de descanso e tranquilidade durante a estadia na praia. Lembre-se de que o cuidado com o animal deve vir sempre em primeiro lugar. Seguindo estes cuidados básicos, a ida à praia com o cachorro pode se tornar uma experiência ainda mais agradável e divertida para todos.

Cuidados pós praia

Possibilitar que seu cachorro aproveite um dia na praia é gratificante tanto para você como para o pet. Porém, após as brincadeiras, é importante oferecer aos cãezinhos alguns cuidados básicos para preservar a saúde e bem-estar deles.

Para começar, o excesso de areia e sal que pode se acumular na pelagem do animal é um ponto importante após um dia na praia. Por isso, é necessário dar um bom banho no cãozinho para retirar os resquícios. Vale lembrar que a água utilizada no banho deve estar morna e os shampoos devem ser próprios para cachorros, evitando possíveis irritações na pele.

A limpeza das orelhas e patas é igualmente essencial, especialmente para evitar possíveis infecções de ouvido. É comum depois de um dia na praia, os cachorros apresentarem coceiras nas patas, uma vez que a água salgada e outros elementos da praia podem causar irritações na pele. Por isso, a limpeza é necessária para manter as patinhas protegidas.

Por fim, é fundamental ficar atento após a ida à praia para possíveis sinais que o animal possa ter reagido mal, uma vez que alguns cães podem ter alergias a determinados elementos da praia. Os sintomas mais comuns são coceira, vermelhidão na pele e diarreia. Caso seja observado algum comportamento diferente, é indicado procurar um profissional veterinário o quanto antes.

O passeio na praia pode ser muito divertido para você e seu cãozinho. Mas não se esqueça de zelar pelo seu bem-estar e saúde, seguindo os cuidados necessários após o seu dia ensolarado na areia.

Fiscalização e Multas

A fiscalização de cachorros na praia é realizada principalmente pela Guarda Municipal. Caso os agentes identifiquem alguma situação de risco às pessoas ou aos próprios animais, como em casos de maus-tratos, eles podem intervir e retirar o animal da praia ou levar o caso à delegacia. No entanto, é importante lembrar que a fiscalização ainda é limitada, o que tem resultado em uma série de irregularidades por parte de tutores de cachorros nas praias do Rio, muitas vezes sem consequências.

Valores de possíveis multas por irregularidade com o cachorro na praia:

Os tutores que não respeitarem as regras impostas pela lei podem ser multados. Atualmente, as multas por irregularidade com cachorros nas praias do Rio variam de R$ 270 a R$ 3 mil, a depender da gravidade da infração. Desse modo, é extremamente importante seguir as regras e zelar pelo bem-estar dos próprios animais e das pessoas ao redor. Além disso, para garantir a diversão de todos, é fundamental que os tutores recolham os dejetos dos seus animais e mantenham os cachorros sempre na coleira, respeitando a delimitação da área de circulação.

Considerações finais

Importância de seguir as regras e zelar pelo bem-estar dos animais Seja em qualquer situação, é sempre importante seguir as regras estabelecidas para garantir a segurança e o bem-estar de todos.

E quando se trata de levar os cachorros para a praia, não é diferente.

Com a liberação da circulação dos pets nas praias do Rio de Janeiro, é essencial que os tutores zelem pelas normas impostas pela lei e cuidem para que seus animais não prejudiquem nem incomodem as pessoas ao redor.

Além disso, é essencial ter em mente que a praia pode trazer alguns riscos para a saúde do seu pet, como desidratação e possíveis queimaduras na pele.

Por isso, é fundamental se preparar adequadamente, levando água, tigelas, brinquedos e saquinhos para recolher as fezes.

Levar o cachorro para a praia pode ser um momento de diversão e descontração para toda a família, mas é essencial que os tutores estejam cientes das regras e cuidados necessários para garantir a segurança e bem-estar de todos.

Além disso, é importante lembrar que cada animal é único e pode ter uma reação diferente em relação ao ambiente e situações específicas, portanto, é sempre necessário ter um olhar atento e cuidadoso com o seu pet. Seguindo essas dicas, você pode aproveitar a praia com o seu cachorro de forma saudável e segura.

By Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes

Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *