cachorro magro

Meu cachorro não quer comer ração: saiba o que fazer!

Ter um cachorro em casa é maravilhoso. Eles são animais carinhosos e nos fazem companhia em todos os momentos. No entanto, quando o assunto é alimentação, alguns cuidados devem ser tomados.

Como o que fazer quando o cachorro não quer comer ração? Muitos tutores enfrentam essa situação e não sabem como agir.

Neste blog, vamos ajudar a resolver esse problema, contando com a ajuda de uma médica-veterinária para entendermos por que isso acontece e o que pode ser feito nesses casos.

Essas informações podem te ajudar a cuidar ainda melhor do seu amigo de quatro patas.

Por que meu cachorro não quer comer ração?

Ter um cachorro em casa é sinônimo de alegria e companhia, mas também é preciso tomar alguns cuidados com a alimentação do animal. A ração seca é uma das opções mais populares para cachorros, mas, em alguns casos, eles simplesmente não querem comer. Se você está passando por essa situação, não se preocupe! Com as nossas dicas, você vai descobrir o que fazer quando o seu cachorro não quer comer ração.

Desinteresse na comida não significa que o cão enjoou. É comum que os tutores fiquem preocupados quando o cachorro recusa a ração. Mas é importante entender que o desinteresse pela comida não significa necessariamente que o cão enjoou da ração.

cachorro comendo
cachorro comendo

De acordo com a Dra. Louise Siqueira, médica-veterinária da clínica SERES de Salvador, os cachorros não têm um paladar tão exigente quanto os seres humanos. Portanto, se o seu cachorro apresenta falta de apetite, é provável que o motivo seja outro.

Quando um cachorro se recusa a comer Se o seu cachorro está se recusando a comer, uma das primeiras providências deve ser tentar entender o motivo. Em alguns casos, o desinteresse pela comida pode ocorrer por motivos triviais, como o calor.

No entanto, é preciso ficar atento, pois a falta de apetite pode ser um sinal de alerta para problemas mais graves de saúde. Nesses casos, o ideal é levar o animal para uma consulta com um médico-veterinário.

Falta de apetite: sinal de alerta A falta de apetite pode ser um sinal de alerta para diversas condições de saúde, como infecções, doenças hepáticas, renais e pancreáticas, problemas dentários, entre outros. Por isso, é fundamental prestar atenção aos hábitos alimentares do seu cachorro e, caso ele apresente falta de apetite por mais de 24 horas, procurar um médico-veterinário.

Jejum prolongado coloca a saúde do animal em risco Se o seu cachorro ficar em jejum por um período prolongado, a saúde dele pode ser comprometida. A partir de 12 horas de jejum, o animal corre o risco de ter a glicemia baixa e pode apresentar vômitos. Nos filhotes, nenhum jejum prolongado é indicado. Por isso, é preciso estar atento e buscar alternativas para estimular o apetite do seu animal de estimação.

O que fazer quando o cachorro não quer comer?

Quando a troca de alimento não é recomendada Se o seu cachorro não está querendo comer a ração, a troca por outro alimento pode parecer uma solução fácil e rápida. No entanto, essa atitude não é recomendada pela Dra. Louise, pois pode deixar o pet mais propenso a desenvolver problemas gastrointestinais. Além disso, a troca frequente de ração não resolve a questão de maneira definitiva.

Conte com um médico-veterinário Em casos de falta de apetite, é fundamental contar com a ajuda de um médico-veterinário. O especialista vai avaliar o estado de saúde do seu cachorro e indicar o melhor tratamento. Em alguns casos, pode ser necessário realizar exames de sangue, urina e fezes para identificar a causa da falta de apetite.

Medidas para acabar com a falta de apetite Se o seu cachorro não está comendo a ração, algumas medidas podem ajudar a estimular o apetite dele. Confira:

  • Verifique se o pote de ração está hermeticamente fechado: O cheiro e a textura são muito importantes para atrair a atenção do pet. Quando mal armazenada, a ração pode perder parte dessas características, o que contribui para o desinteresse.
  • Observe se o ambiente em que o pet come é tranquilo e agradável: Ambientes muito tumultuados podem deixar o peludo distraído ou estressado demais para se concentrar na refeição. O ideal é que ele coma em um cantinho mais reservado.
  • Verifique se a altura do comedouro é confortável para o pet: Cachorros idosos ou de grande porte podem sentir desconforto na hora de curvar o pescoço para comer. Nesse caso, o ideal é usar um suporte para evitar problemas futuros na coluna.
  • Como está o tempo? Assim como nós, os cachorros também têm menos apetite nos dias quentes. Para ajudar, procure deixar o ambiente fresquinho e arejado.
  • Não deixe a ração disponível o tempo todo: Além de perder aroma e textura, o alimento que fica no comedouro por tempo prolongado ainda pode atrair insetos. Tudo isso faz com que ela se torne menos interessante para o cachorro. Sem uma rotina regrada, o organismo do pet também não se acostuma aos famosos petiscos.

Dicas importantes

Quando a troca de alimento não é recomendada Se o seu cãozinho está há dias sem comer ração, é comum se perguntar se está na hora de fazer a troca do alimento. Porém, segundo a Dra. Louise Siqueira, essa não é uma prática recomendada. Além de deixar o pet mais propenso a desenvolver problemas gastrointestinais, a troca frequente de ração não resolve a questão definitivamente. É importante ter em mente que qualquer alteração na dieta deve ser feita com cautela, sob orientação médica.

cachorro no cinema
cachorro no cinema

Conte com um médico-veterinário Quando se trata de pet, é importante ter em mente que a saúde do animal é prioridade. Se o seu cachorro anda se recusando a comer, o melhor a fazer é contar com um médico-veterinário para avaliar a situação. O profissional irá examinar o pet, levando em consideração os hábitos alimentares, a frequência de atividades físicas e outros aspectos importantes. A partir do diagnóstico, o especialista será capaz de traçar um plano de ação para acabar com a falta de apetite do animalzinho.

Medidas para acabar com a falta de apetite Algumas medidas simples podem ajudar a acabar com a falta de apetite do seu pet. Primeiramente, é importante verificar se o pote de ração está hermeticamente fechado. O cheiro e a textura são essenciais para atrair a atenção do animalzinho.

Além disso, é fundamental observar se o ambiente em que o pet come é tranquilo e agradável. Ambientes muito tumultuados podem deixar o peludo distraído ou estressado demais para se concentrar na refeição. O ideal é que ele coma em um cantinho reservado.

A altura do comedouro é outro aspecto que merece atenção. Cachorros idosos ou de grande porte podem sentir desconforto na hora de curvar o pescoço para comer. Caso seja necessário, utilize um suporte para evitar problemas futuros na coluna. Climatização do ambiente também é importante. Assim como nós, os cachorros tendem a ter menos apetite nos dias mais quentes. Para ajudar, procure deixar o ambiente fresquinho e arejado.

Outra medida importante é evitar deixar a ração disponível o tempo todo. Além de perder aroma e textura, o alimento que fica no comedouro por tempo prolongado ainda pode atrair insetos. Tudo isso faz com que a ração se torne menos interessante para o cachorro.

Um modo simples de evitar que o pet passe muito tempo sem comer é oferecer a ele outros alimentos, como carne de boi ou frango (cozidos sempre), abóbora, cenoura e frutas, como melancia sem caroço ou banana. Vale lembrar que alho, cebola, uva e abacate, dentre outros alimentos, são tóxicos para os pets e jamais devem ser oferecidos.

Por fim, é importante ressaltar que a falta de apetite pode ser um sinal de alerta. Quando o cachorro não come por mais de 12 horas, por exemplo, pode apresentar glicemia baixa e vômitos. Sendo assim, se você notar que seu pet tem recusado a ração com frequência, leve-o a uma consulta com o veterinário. Afinal, o bem-estar do animal é o que mais importa!

O que não fazer?

Não hay nada pior do que ver nosso cachorro recusar a comida. É quase como se o mundo estivesse acabando, certo? Mas, como já falamos até agora, existem diversas razões pelas quais isso pode estar acontecendo. No entanto, é extremamente importante lembrar do que “não fazer” quando nos deparamos com essa situação.

cachorro comendo castanha
cachorro comendo castanha

Jamais force o animal a comer. Isso pode ser extremamente prejudicial para a saúde dele e, muitas vezes, não resolve o problema do desinteresse na ração. Tutores preocupados podem oferecer algumas opções em vez da ração, e se ele não comer, tudo bem!

Às vezes, pode ser útil esperar um pouco ou tentar um outro momento.

Outro ponto importante é não trocar a ração constantemente. Lembre-se que a mudança frequente de alimento não resolve a falta de apetite do animal, muito pelo contrário. Pode acabar resultando em problemas gastrointestinais e deixando a situação ainda mais complicada. Por mais que seja difícil lidar com a situação, tutores devem tentar manter a calma.

O aconselhável é conversar com um médico-veterinário de confiança para que ele possa ajudar melhor o seu amigo de quatro patas.

Quando se pensa em solucionar o problema de falta de apetite dos cachorros, é fácil lembrar apenas da questão alimentar. No entanto, outros cuidados devem ser levados em consideração, como o armazenamento correto da ração.

O cheiro e a textura são muito importantes para atrair a atenção do pet. Quando mal armazenada, a alimentação do cachorro tende a perder parte dessas características, o que contribui para o desinteresse.

Sendo assim, é imprescindível verificar se o pote de ração está hermeticamente fechado. Caso prefira, você pode até utilizar recipientes próprios para guardar ração, além de manter o local sempre limpo e seco.

Outro ponto relevante é a climatização do ambiente. Ambientes muito tumultuados podem deixar o peludo distraído ou mesmo estressado demais para se concentrar na refeição. Ao se perguntar por que o seu cachorro não quer comer ração, leve em consideração a necessidade de ter um ambiente adequado para alimentação. O ideal é que o animal coma em um cantinho mais reservado e que esteja sempre limpo e arrumado.

Já o conforto na hora da alimentação é indispensável para o bem-estar do animal. Cães idosos ou de grande porte podem sentir desconforto na hora de curvar o pescoço para comer. Por isso, é importante utilizar suportes apropriados ou ajustar a altura do comedouro para oferecer mais conforto. Além disso, fique atento ao tamanho do pote em relação à quantidade de ração ingerida pelo pet.

Para cachorros que comem pouco, é importante que a porção oferecida seja menor e, consequentemente, um pote menor pode ser mais adequado.

cachorro com um terapeuta
cachorro com um terapeuta

Por fim, é importante evitar deixar a ração disponível o tempo todo. Além de perder aroma e textura, o alimento que fica no comedouro por tempo prolongado ainda pode atrair insetos. Tudo isso faz com que ela se torne menos interessante para o cachorro. Sem uma rotina regrada, o organismo do pet também não se acostuma aos famosos horários das refeições, o que pode afetar o apetite.

Aposte nessas dicas e em pouco tempo o seu cachorro já estará se alimentando normalmente novamente. Não se esqueça de que cuidados com a alimentação do cãozinho devem ser constantes para garantir o seu bem-estar. Lembre-se sempre de considerar a opinião de um médico-veterinário e, caso algo pareça errado, não hesite em procurar ajuda profissional.

Conclusão

Depois de ler todo o nosso conteúdo, você já sabe que quando o seu cachorro não quer comer ração não é necessário entrar em desespero. É importante entender que existem diversas razões para isso acontecer e que é possível resolver o problema sem precisar trocar a alimentação do pet constantemente.

Lembre-se sempre de que a falta de apetite pode ser um sinal de alerta e, por isso, é importante ficar atento aos hábitos alimentares do seu animal de estimação. Em alguns casos, é possível resolver o problema sozinho, mas, em outros, é necessário buscar ajuda de um médico-veterinário.

Algumas medidas simples, como armazenar a ração corretamente, escolher o ambiente certo para as refeições e oferecer alimentos diferentes, podem ajudar a acabar com a falta de apetite do cachorro.

No entanto, nunca force o seu pet a comer e evite trocar a alimentação com frequência, pois isso pode afetar a saúde do animal. Lembre-se também de que o pet está sempre observando você e aprendendo com o seu comportamento.

Portanto, se você está preocupado e estressado por causa da falta de apetite dele, é possível que isso esteja afetando o ânimo do seu amigo de quatro patas.

Por isso, tente manter a calma e siga as nossas dicas para ajudar o seu cachorro quando ele estiver sem apetite.

Com um pouco de paciência e dedicação, é possível resolver o problema e garantir que o seu amigão esteja sempre saudável e feliz.