cachorro ansiosocachorro ansioso

Com a pandemia, muitas pessoas estão se adaptando a uma nova rotina de trabalho em casa, e isso também afeta os cães. O isolamento social pode levar ao desequilíbrio emocional dos pets, causando ansiedade.

É importante estar atento a qualquer mudança de comportamento e dar mais atenção aos nossos amigos caninos nesse momento.

Neste artigo, apresentamos cinco dicas eficazes para controlar a ansiedade do seu cão durante o período de pandemia.

Desde a criação de uma rotina até o investimento em atividades relaxantes, essas dicas ajudarão você a promover o bem-estar do seu animal de estimação, garantindo que ele tenha uma vida equilibrada e saudável. Então vamos lá!

Observando o impacto da pandemia na vida do seu cão

Observando o impacto da pandemia na vida do seu cão, estamos vivenciando um momento que exigiu muitos ajustes na rotina de todo mundo. Esse período de pandemia afetou diretamente a vida dos animais de estimação, principalmente dos cães, que precisam de rotina e atividades físicas constantes.

Com a presença mais recorrente dos tutores em casa, o cachorro pode desequilibrar suas emoções e, consequentemente, desenvolver ansiedade. Para entender e controlar a ansiedade do seu cão em meio à pandemia, é importante observar o seu comportamento.

Examinando mudanças na rotina do cão, podemos identificar possíveis causas de estresse e encontrar formas de minimizá-las. Se antes o seu cão ficava sozinho em casa por longos períodos e agora tem companhia constante, essa mudança pode estar afetando a rotina dele.

cachorro novo
cachorro novo

Se antes ele tinha atividades externas, como passeios no parque, que agora são menos frequentes, essa mudança também pode estar contribuindo para o aumento da ansiedade. Além disso, é importante identificar sinais de ansiedade no cão. Dentre os mais comuns, podemos citar a vocalização excessiva, urinar fora do lugar, destruição de objetos, lambidas constantes, perda de apetite, isolamento e agitação.

Se o seu cão apresentar algum desses comportamentos, fique atento e comece a agir imediatamente. Na próxima seção, vamos apresentar dicas práticas para ajudar a controlar a ansiedade do seu cão em meio à pandemia. Lembre-se que, assim como nós, os cães também precisam de cuidados especiais para enfrentar esse momento turbulento e continuar saudáveis e felizes.

1- Estabeleça uma rotina

Controlar a ansiedade do cachorro em meio à pandemia pode parecer desafiador, mas existem maneiras eficazes de garantir que seu cãozinho continue feliz e saudável durante esse período turbulento. Aqui estão cinco dicas para ajudá-lo a lidar com a ansiedade do seu animal de estimação:

Com a mudança na rotina devido ao isolamento social, crie uma rotina consistente para o seu cachorro. Estabeleça horários para acordar, brincar, se alimentar e tomar banho. Isso ajuda a aliviar a ansiedade, proporcionando estrutura ao dia do seu animal de estimação.

2- Pratique exercícios físicos diariamente

Praticar exercícios físicos diários é crucial não apenas para os seres humanos, mas também para nossos adoráveis animais de estimação, especialmente durante a pandemia. Além de promover uma vida mais saudável, a atividade física é essencial para ajudar a controlar a ansiedade dos cães diante das muitas mudanças em suas rotinas.

Entretanto, é fundamental considerar a segurança ao exercitar seu cão durante esse período. Evitar lugares lotados é essencial para proteger tanto os cães quanto seus tutores. Em vez disso, é possível praticar atividades físicas dentro de casa. Brincadeiras como buscar a bola, cabo de guerra e esconde-esconde podem ser adaptadas para espaços internos.

cachorro com seu dono
cachorro com seu dono

Para cães de diferentes tamanhos, é viável criar percursos de obstáculos em ambientes limitados, estimulando a coordenação motora e oferecendo um estímulo físico necessário para a saúde deles.

Além disso, para atividades ao ar livre, como caminhadas, é crucial manter a segurança. Caminhar na rua é uma opção, contanto que se evite o contato com outras pessoas e animais. Em áreas verdes, é possível caminhar em trilhas, mantendo a distância social. Essas atividades não só ajudam os cães a liberar energia, mas também oferecem momentos relaxantes e prazerosos para tutores e pets.

A exposição à luz solar é igualmente importante para os cães. Permitir que seu animal de estimação desfrute da luz natural é essencial para seu bem-estar físico e mental. O sol é uma fonte vital de vitamina D, essencial para a saúde óssea dos cães. Além disso, a exposição solar ajuda a regular o sono e pode proporcionar um estado de relaxamento aos cães.

Em resumo, exercícios físicos diários são fundamentais para a saúde e felicidade dos pets, especialmente durante a pandemia. Opte por atividades seguras, estimule a coordenação motora, explore novos ambientes e ajude seu cão a manter uma rotina saudável e feliz. E lembre-se sempre: a luz solar é indispensável para a saúde dos cães. Portanto, ofereça esse benefício a eles sempre que possível.

3- Proporcione atividades que estimulem a mente do seu cão

Proporcionar atividades que estimulem a mente do seu cão é essencial para mantê-lo saudável e feliz. Assim como os humanos, os cães também precisam de desafios mentais para se manterem ativos e satisfeitos. Existem diversas opções de jogos de inteligência e brinquedos interativos que podem ajudar a estimular a mente do seu pet.

Os jogos de inteligência para cães são excelentes para mantê-los entretidos e estimulados mentalmente. Um exemplo popular é o jogo “encontre o petisco”, onde você esconde petiscos pela casa e incentiva o cão a encontrá-los.

Esse tipo de exercício estimula a habilidade olfativa e o raciocínio do animal. Outras opções incluem o jogo de quebra-cabeça chamado “puzzle”, que requer movimentos específicos para encontrar o petisco, e a “bola surpresa”, um brinquedo com aberturas que soltam petiscos quando girado.

cachorro brincando de morder
cachorro brincando de morder

Além dos jogos de inteligência, existem diversos brinquedos interativos, como o famoso “Kong”, que pode ser recheado com petiscos para entreter o cão enquanto ele tenta retirá-los de dentro do brinquedo. Há também a “roleta dos petiscos”, onde o cão deve movimentar partes do brinquedo para alcançar os petiscos escondidos.

No entanto, não basta apenas oferecer os jogos certos; é importante despertar o interesse do seu cão por eles. Comece brincando junto com ele, incentive-o a interagir com os brinquedos e recompense-o com petiscos quando ele realizar as tarefas. Além disso, varie os jogos e brinquedos regularmente para evitar que o cão se canse das atividades.

Lembre-se de que o objetivo é proporcionar um estímulo mental saudável para o seu amigo de quatro patas. Com essas atividades, você não só estimula a mente do seu cão, mas também promove o bem-estar emocional, físico e mental dele, especialmente durante os períodos em que passam mais tempo em casa juntos.

4- Dê atenção a momentos específicos do dia

Fortalecer o vínculo com seu cão é crucial para evitar que ele se sinta sozinho e abandonado, especialmente durante o período de pandemia. As mudanças na rotina podem afetar a saúde mental do seu animal de estimação, tornando essencial dedicar atenção especial a ele.

Para fortalecer esse vínculo, reserve momentos específicos do dia para interagir exclusivamente com seu cão. Estabeleça períodos para brincadeiras e carinhos, permitindo que ele saiba que pode contar com sua presença e interação durante esses momentos.

Além disso, é importante prevenir a sensação de solidão, especialmente se ele fica sozinho em casa. Passeios ao ar livre são ótimas oportunidades para seu cão interagir com outros animais e pessoas, proporcionando estímulos positivos.

Brincadeiras em casa também são valiosas. Estimule o movimento e a interação do seu cão com você, criando um ambiente de diversão e aprendizado. Um cão que se sente amado e bem-cuidado se torna uma companhia incrível durante a pandemia.

Mantenha uma rotina consistente, estabelecendo horários regulares para atividades e alimentação. A constância proporciona segurança ao seu cão, ajudando-o a entender o que esperar do dia a dia.

Lembre-se, fortalecer o vínculo com seu cão não apenas o deixa mais feliz, mas também reduz a ansiedade dele. Aproveite o tempo que passam juntos para criar momentos especiais de carinho e diversão, pois esses momentos fazem toda a diferença na vida do seu pet!

cachorros com coleiras
cachorros com coleiras

5- Invista em atividades relaxantes

Com a pandemia, muitas pessoas estão experimentando níveis elevados de estresse e ansiedade, e o mesmo é válido para nossos amados cãezinhos.

Pensando em como ajudar nossos amigos de quatro patas a relaxar e encontrar um equilíbrio emocional, confira nossas duas últimas dicas. Música e aromaterapia para cães relaxarem

A música tem o poder de acalmar e relaxar os cães. Há pesquisas que mostram que essa prática reduz a frequência cardíaca e a respiração, diminuindo os níveis de cortisol (o hormônio do estresse) nos cães.

Já a aromaterapia, também pode ajudar, uma vez que determinados aromas têm propriedades relaxantes.

Procure por opções de essências em lojas especializadas e consulte um veterinário antes de utilizar. Uma dica importante: a música e a aromaterapia podem ser usadas juntas, potencializando seus efeitos. Organizando o ambiente para proporcionar equilíbrio emocional

Seu cão pode se sentir mais relaxado e tranquilo se você organizar o ambiente de maneira apropriada. Isso pode incluir um local em que ele possa se sentir seguro e confortável, brinquedos e objetos familiares.

cachorro sendo chamado
cachorro sendo chamado

É importante, também, manter o ambiente calmo e, sempre que possível, evitar grandes alterações na rotina ou no espaço em que o cão vive.

Lembre-se de que o conforto e o bem-estar emocional do seu peludo são fundamentais para sua saúde e, é claro, para uma convivência harmoniosa com toda a família.

Conclusão

Com essas dicas, você poderá ajudar seu cão a ter uma rotina mais equilibrada e reduzir a ansiedade diante dos impactos da pandemia. Observar o comportamento do seu pet é fundamental para entender suas emoções e, assim, oferecer o suporte necessário.

Praticar atividades físicas, cuidar da alimentação e oferecer estímulos para a mente são maneiras de contribuir para o bem-estar do cão.

Além disso, criar um vínculo afetivo forte e identificar momentos que possam causar estresse e solidão são importantes para prevenir a ansiedade.

Aproveite esse tempo em casa para cuidar do seu pet e ter ainda mais amor e diversão em família!

By Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes

Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *