cachorro passeandocachorro passeando

Passear com o cachorro com segurança: Dicas essenciais para um passeio tranquilo

Passear com o cachorro é uma atividade prazerosa para muitos tutores e animais. No entanto, é preciso estar atento a dicas importantes para garantir a segurança e evitar problemas durante o passeio. Desde o horário ideal até o tempo de caminhada, são detalhes essenciais que podem fazer toda a diferença. Neste blog, você irá encontrar dicas valiosas para tornar o passeio com o cachorro mais seguro e tranquilo. Confira!

Verifique a condição física do cão

Verifique a condição física do cão. Passear com cachorro é um momento muito prazeroso para os tutores, porém é preciso tomar alguns cuidados para garantir a segurança e bem-estar do animal.

Antes de levar seu amigo de quatro patas para a rua para aproveitar o tempo ao ar livre, é importante verificar a condição física dele.

Evite caminhadas sob sol forte e temperatura elevada. Os passeios devem ser realizados em horários específicos, isso porque caminhadas sob sol forte e temperatura elevada podem causar complicações no animal, desde queimadura dos coxins (patas) até a hipertermia, que é quando a temperatura sobe demais.

O ideal é realizar os passeios no início da manhã ou no final do dia, quando o sol está mais ameno.

Verifique as condições de pet. Antes de sair de casa, é preciso ter certeza de que o animal está apto para fazer uma caminhada, por mais leve que seja. Por exemplo, ele não pode vir de um pós-operatório, de uma cirurgia recente e não deve estar doente ou debilitado.

cachorro velho
cachorro velho

É preciso também que ele esteja com as vacinas e vermifugação em dia e protegido contra parasitas, como pulgas e carrapatos.

Além desses cuidados, é importante também observar os sinais que o animal apresenta durante o passeio. Caso ele demonstre cansaço, é preciso parar e permitir um descanso. Lembre-se de que o tempo correto da caminhada é variável, não existe uma regra específica. Cada animal tem sua particularidade em relação aos esforços físicos.

Com esses cuidados, o passeio com seu cachorro será muito mais agradável e seguro. Aproveite cada momento ao ar livre e relaxe ao lado de seu melhor amigo de quatro patas.

Acostume o cachorro com a coleira

Acostume o cachorro com a coleira. Um dos primeiros passos para passear com o cachorro é garantir que ele esteja confortável com a coleira e a guia. Para muitos pets, especialmente os mais novos, esta pode ser uma experiência assustadora e desconfortável. É importante lembrar que a coleira não é uma punição, e deve ser tratada como um objeto positivo para o seu pet.

Uma boa dica é acostumar o cachorro a usar a coleira em casa, antes de sair para o passeio. Comece colocando a coleira em seu pet em momentos dentro de casa. Deixe-o brincar um pouco, solto, para se acostumar à sensação da coleira no pescoço. Quando ele estiver mais confortável com a coleira, você pode começar a usar a guia. Lembre-se de que o objetivo é que o seu cachorro comece a associar a coleira e a guia com algo positivo, como um passeio divertido. Use muitos reforços positivos, como petiscos e elogios, para encorajar o seu pet a seguir em frente.

Tenha uma palavra de segurança. Outra boa ideia é ter uma palavra de segurança com seu amigo. Assim, quando soltar o cachorro em um parque ou uma rua mais tranquila, poderá chamá-lo sem problemas na hora de voltar para casa. O ideal é que seja o nome do cachorro, mas se seu filho de quatro patas tem problema em reconhecer quando é chamado, utilize o reforço positivo.

Funciona assim: em um ambiente calmo, chame o cachorro diversas vezes, até que ele olhe para você. Nesse momento, ofereça um petisco, e espere até que ele venha em sua direção. Repita o exercício seguidamente até que ele atenda mesmo sem petiscos!

Comande o passeio. Cachorros são enérgicos e cheios de personalidade. Por isso, muitas vezes, ao sair de casa, eles querem tomar a iniciativa e comandar o passeio. Se, mesmo após treinar em casa, seu amigo ainda estiver puxando a coleira, mostre sua autoridade.

Afinal, passear com o cachorro é um ótimo exercício para pets e tutores. Uma boa dica é ficar parado, sem se mover, até que o cachorro volte em sua direção. Não puxe a coleira ou arraste o cachorro para o outro lado. Apenas pare e espere: após um momento, o pet vai entender que deverá estar perto de você para poder caminhar.

Limite o tempo do passeio. Para não ocasionar um desgaste maior do animal, evite os excessos durante a caminhada. O tempo correto da caminhada é variável, não existe uma regra. Mas cada bichinho, apresenta sua particularidade em relação aos esforços físicos. Sendo assim, é importante que você entenda os sinais de cansaço que o animal dá para limitar o tempo da caminhada e evitar sobrecargas.

De maneira geral, entre 40 a 50 minutos é o tempo recomendado para passear com o cachorro. É importante levar em consideração o porte, a raça e a idade do animal para determinar o tempo ideal da caminhada. Além disso, é sempre bom levar água fresca e até mesmo um petisco para a pausa do seu amigo nas caminhadas mais longas.

Aproveite cada momento. Os passeios com os cachorros são muito importantes para o bem-estar físico e emocional dos pets e dos tutores. Além disso, é um momento de conexão com seu amiguinho. Durante a caminhada, é importante prestar atenção aos sinais que o animal dá, como cansaço, sede, vontade de ir ao banheiro ou mesmo interesse por algum objeto. Lembre-se que os cães são criaturas enérgicas e curiosas, e a caminhada pode ser uma oportunidade para estreitar os laços de carinho entre você e seu amigo de quatro patas.

Passear com cachorro é uma atividade prazerosa e importante para o bem-estar do pet e do tutor. Para garantir a segurança e o conforto do animal durante a caminhada, é importante seguir algumas dicas essenciais, como acostumar o cachorro com a coleira, ter uma palavra de segurança, comandar o passeio e limitar o tempo da caminhada. Lembre-se sempre de prestar atenção aos sinais que o animal dá durante o passeio, e aproveite cada momento ao lado do seu amiguinho de quatro patas.

Limite o tempo do passeio

Limite o tempo do passeio. Se você quer ter um passeio tranquilo e sem problemas, é importante limitar o tempo de caminhada com o seu cachorro.

Lembre-se que cada animal tem suas particularidades físicas, e não existe um tempo certo para passear com o cachorro. Será que nosso amigo peludo pode estar cansado demais ou com sede? É fundamental que você observe qualquer sinal de cansaço ou dificuldade no animal. Se você perceber que ele está ofegante, pare e deixe-o descansar por alguns minutos.

cachorro beijando a criança
cachorro beijando a criança

É importante que a caminhada seja prazerosa para ambos, tutor e pet. Para evitar problemas, o tempo ideal de caminhada é entre 40 minutos e 1 hora. No entanto, tudo isso depende do fôlego e condicionamento físico do cachorro.

Desta forma, uma das dicas é nunca exagerar no tempo do passeio. Tente manter um ritmo tranquilo e confortável, deixando o animal parar a cada momento, cheirar os locais e descansar quando necessário. Se perceber que o seu cão não está muito disposto naquele dia, opte por um passeio mais curto.

E lembre-se: o passeio deve ser uma atividade prazerosa tanto para o cachorro quanto para o tutor. Outra dica importante é levar sempre um petisco para o cachorro. Isso fará com que o passeio seja ainda mais interessante para ele. Quando seu animalzinho estiver distraído ou cansado, você pode oferecer um petisco. Além de ser uma recompensa, isso pode ajudá-lo a manter a energia necessária para continuar o passeio.

Gostou das dicas? Então, pegue a sua coleira e o petisco do seu bichinho e vá passear! Lembre-se de sempre ter em mente a segurança e a diversão do seu amigo de quatro patas. Com essas dicas, você e seu cachorro terão um passeio tranquilo, seguro e divertido!

cachorro na praia
cachorro na praia

Conclusão

Conclusão: Passear com o cachorro pode ser uma atividade prazerosa e saudável para o pet. No entanto, é preciso tomar algumas medidas de segurança para garantir que o passeio seja agradável para ambos.

Verificar a condição física do cão e acostumá-lo com a coleira são importantes para evitar problemas durante o passeio.

É crucial não exagerar no tempo da caminhada e estar preparado para acalmá-lo quando necessário.

Além disso, sempre é bom lembrar que o passeio deve ser um momento especial entre o tutor e o pet, e que, assim como nós, eles têm suas particularidades e limitações.

Observar e respeitar essas individualidades garantem um passeio mais tranquilo e prazeroso para todos.

Então, prepare a guia e a coleira, chame seu amigo de quatro patas, e aproveitem juntos esse momento de conexão e bem-estar!

By Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes

Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *