linguagem humanalinguagem humana

“Cães entendem a linguagem humana? Descubra a verdade através da ciência”

capacidade completa de compreender a linguagem humana como nós. Em vez disso, sua habilidade está mais relacionada à interpretação de sinais contextuais, entonação e linguagem corporal.

Isso não diminui a importância da comunicação entre humanos e cães. Na verdade, entender como os cães interpretam nossa comunicação pode nos ajudar a fortalecer o vínculo com nossos animais de estimação.

Portanto, enquanto continuamos maravilhados com as habilidades dos nossos queridos cãezinhos, também devemos lembrar que a comunicação eficaz com eles vai além das palavras.

É uma combinação complexa de linguagem verbal, paraverbal e não verbal que fortalece o nosso relacionamento com esses companheiros leais.

E essa compreensão mútua é o que torna a convivência com os cães tão gratificante e especial.

Habilidades linguísticas caninas

Ah, os cachorros! Esses seres peludos que alegram os nossos dias e conseguem nos fazer sorrir mesmo quando o mundo parece estar desabando. Mas será que eles realmente entendem a linguagem humana? Vamos descobrir!

Estudo sobre a atividade cerebral dos cães

A ciência não mede esforços quando se trata de compreender nossos amigos de quatro patas. Um estudo realizado por pesquisadores húngaros do Departamento de Etologia da Universidade Eötvös Loránd descobriu algo intrigante: os cães podem reconhecer regularidades complexas na fala humana. Incrível, não é?

Reconhecimento de regularidades complexas na fala humana

Segundo esse estudo, os cães têm a capacidade de extrair palavras da fala contínua, assim como bebês humanos. Eles fazem isso usando cálculos e regiões cerebrais semelhantes às nossas criancinhas. Impressionante, não acha? Os pequenos seres peludos têm um processo de aprendizado bem parecido com o dos bebês.

Semelhança no processo de aprendizado entre bebês humanos e cachorros

Para saber onde uma palavra termina e outra começa, os bebês humanos fazem cálculos complexos para acompanhar o padrão das sílabas. Sílabas que geralmente aparecem juntas são provavelmente palavras, enquanto aquelas que não aparecem provavelmente não são. Parece que o cérebro dos cachorros funciona de uma forma semelhante. Quem diria que nossos amigões de quatro patas também são experts em matemática?

Identificação de padrões de atividade cerebral específicos para diferentes idiomas

Os pesquisadores descobriram que os cães foram capazes de distinguir entre espanhol e húngaro. Isso foi possível através da identificação de padrões de atividade cerebral específicos para cada idioma. Curiosamente, quanto mais velho era o cão, melhor ele conseguia diferenciar os dois idiomas. Parece que a experiência faz toda a diferença, até mesmo para nossos amigos peludos.

cachorro pequeno
cachorro pequeno

Influência do envelhecimento nos cães

Agora você deve estar se perguntando: o cérebro dos cachorros é capaz de aprender a língua humana ao longo do tempo? Bem, os resultados desse estudo sugerem que sim. Quanto mais velho o cão, maior é a sua capacidade de distinguir diferentes idiomas. Parece que a velhice traz consigo a sabedoria linguística canina. Quem diria?

Então, meus amigos, os cães têm habilidades linguísticas que vão além do nosso conhecimento. Eles conseguem reconhecer padrões complexos na fala humana e até mesmo distinguir diferentes idiomas. É ou não é incrível?

Agora que já sabemos disso, podemos nos comunicar com nossos amigos peludos com ainda mais amor e carinho. Afinal, eles entendem tudo o que dizemos, não é mesmo? Ou talvez seja apenas a entonação que eles compreendem. Quem sabe? Continue lendo para descobrir mais diferenças fascinantes entre a percepção de cães e humanos!

Diferenças entre a percepção dos cães e dos humanos

Queremos acreditar que nossos adoráveis ​​cães nos entendem perfeitamente quando falamos com eles. E sim, todos nós já tivemos aquela sensação de que nossos amigos peludos estão pegando todas as palavras que dizemos. Mas antes de nos entusiasmarmos muito, vamos dar uma olhada no que a ciência tem a dizer sobre a habilidade canina de entender a linguagem humana.

Importância da linguagem verbal nos seres humanos

Quando nos comunicamos com os outros, os seres humanos tendem a usar principalmente a linguagem verbal para transmitir nossas informações. Afinal, somos ótimos em expressar nossos pensamentos e sentimentos em palavras, certo? Bem, na verdade, de acordo com pesquisas científicas, apenas 7% da nossa comunicação é definida pelo sentido literal das palavras que usamos. Incrível, não é?

Comunicação além do sentido das palavras

Então, se a linguagem verbal não é tão importante assim, o que mais estamos transmitindo quando falamos? Bem, a maior parte da nossa mensagem é definida como paraverbal, o que inclui o tom da nossa voz, entonação e ritmo. Esses elementos paraverbais podem transmitir emoções, intenções e nuances que vão além do significado literal das palavras. É como quando você diz “Está tudo bem” com um tom de voz sarcástico – queremos dizer o contrário.

Linguagem corporal e sinais gestuais

Agora, aqui está uma coisa interessante: no treinamento de cães, observou-se que os sinais gestuais têm mais impacto no comportamento dos animais do que os sinais verbais. Isso significa que, se você emitir dois sinais conflitantes ao mesmo tempo (como dizer “senta” enquanto faz o gesto de “deita”), o cão geralmente obedecerá ao sinal visual e se deitará. Parece que nossos amigos peludos são mais sensíveis às nossas expressões corporais do que às nossas palavras.

Risco de mal-entendidos

Agora, você pode estar pensando: “Mas se eu usar apenas linguagem corporal e sinais gestuais para me comunicar com meu cão, não terei problemas de entendimento, certo?” Bem, infelizmente, não é tão simples assim. Os cães podem interpretar mal nossos sinais e gestos, assim como nós podemos interpretar mal os deles. Imagine que confusão seria se você levantasse sua mão para pedir um “alto” e o cão interpretasse como uma saudação amigável e pulasse em você. Nem sempre é fácil se entender, não é mesmo?

Então, embora os cães tenham habilidades incríveis de leitura corporal e possam identificar certos comandos, ainda há muito espaço para mal-entendidos entre nós e nossos amiguinhos peludos. É por isso que é tão importante estarmos conscientes do que estamos comunicando além das palavras que dizemos, a fim de evitar confusões e problemas de comportamento.

Agora que entendemos mais sobre os desafios da comunicação entre cães e humanos, vamos explorar mais a fundo a visão científica sobre a habilidade canina de entender a linguagem humana. Fique ligado para descobrir a verdade surpreendente por trás desse fenômeno canino.

O cão como parte da família

Ah, os nossos queridos cães… Eles são mesmo a melhor parte das nossas vidas, não são? E não há dúvidas de que eles entendem tudo o que dizemos, certo? Bem, pelo menos é o que muitos donos afirmam. Eles estão convencidos de que seus peludos têm uma compreensão profunda da linguagem humana.

Mas o que a ciência tem a dizer sobre essa habilidade canina? Vamos dar uma olhada na visão científica sobre o assunto.

Pesquisas e investigações científicas têm se dedicado a estudar essa questão e os resultados têm sido interessantes. De acordo com diversos estudos, os cães têm a capacidade de reconhecer palavras e compreender comandos simples.

cachorro filhote
cachorro filhote

Mas calma lá! Isso não significa que os cães entendem nossas palavras como nós. A verdade é que os cães são mestres em interpretar nossa linguagem corporal, tom de voz e expressões faciais. Eles são verdadeiros especialistas em captar todas as pistas que transmitimos pelo nosso comportamento não verbal.

Se você já experimentou falar com seu cachorro em um idioma que ele não entende, provavelmente já percebeu que o tom e a entonação da sua voz têm um impacto muito maior do que as próprias palavras que você está pronunciando. Você pode dizer “Who’s a good boy?” em português ou em inglês, mas se o seu tom for cheio de entusiasmo e carinho, o seu cão vai entender perfeitamente que você está elogiando ele.

Os cães também têm uma incrível capacidade de aprender comandos verbais simples, como “senta” e “fica”. Isso ocorre porque, ao longo do tempo, eles associam a palavra ao comportamento esperado e também às suas ações anteriores.

Mas isso não significa que eles estejam processando as palavras da mesma forma que nós. No entanto, é importante destacar que nem todos os cães têm a mesma habilidade de compreender a linguagem humana. Alguns são mais espertos e outros nem tanto.

Mas mesmo aqueles que não são gênios linguísticos ainda são capazes de captar muita informação através da nossa comunicação não verbal.

cachorros andando
cachorros andando

Então, por que os cães são tão amigáveis? Bem, essa é uma pergunta difícil de responder. Talvez seja o resultado de milhares de anos de seleção natural e domesticação. Os cães foram criados para serem próximos aos humanos, para nos entender e se conectar conosco.

É como se a amizade e a lealdade estivessem no DNA deles. Então, quando você acha que seu cão entende cada palavra que você diz, lembre-se de que ele pode não ser um mestre da linguagem, mas definitivamente é um mestre em te entender.

Afinal, quem precisa de palavras quando você pode se comunicar com um olhar, um abraço e um bom e velho lambeijo? Os cães são incríveis exatamente do jeito que são.

Conclusão

Em resumo, embora muitos donos de cães acreditem firmemente que seus peludos entendam a linguagem humana, a ciência mostra uma realidade um pouco diferente. Estudos científicos analisaram a atividade cerebral dos cães e indicam que eles não têm a capacidade de compreender as palavras em si.

No entanto, os cachorros são capazes de reconhecer regularidades complexas na fala humana e podem identificar diferenças entre idiomas familiares e desconhecidos. É fascinante observar que os cães podem extrair informações da linguagem humana por meio de padrões de atividade cerebral.

Ainda há muito a ser descoberto sobre como os cães realmente processam a fala humana e desenvolvem essas habilidades linguísticas. Até lá, continuaremos a nos comunicar com nossos amados peludos por meio de linguagem corporal, sinais gestuais e tonalidade de voz para construir um vínculo forte com eles. Afinal, a conexão emocional que temos com nossos cães vai além das palavras.

By Prof.ª Dr.ª Kelly Cristine de Sousa Pontes

Pós-doutora em Medicina, na área de Oftalmologia e Oncologia, pela Leiden University – Holanda e Doutora em Cirúrgicas e Anestésicas Aplicadas aos Animais, pela Universidade Federal de Viçosa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *