cachorro na sala

Ter Cachorros em Casa é uma Forma Eficaz de Proteger as Crianças Contra Asma e Alergias.

Você sabia que ter um cachorro em casa pode ajudar a proteger as crianças contra asma e alergias? Parece estranho, não é? Afinal, sempre ouvimos falar que animais de estimação podem piorar esses problemas de saúde.

Mas, na verdade, a ciência vem trazendo novas descobertas sobre esse assunto. Neste artigo, vamos explorar tudo sobre asma, alergias e a relação com cachorros. Além disso, vamos mostrar como escolher o cachorro ideal para conviver com crianças que possuem esses problemas de saúde.

E não para por aí! Também vamos falar dos benefícios adicionais da convivência de crianças com cachorros, bem como dos riscos envolvidos. Fique conosco e saiba tudo sobre o assunto!

O que é asma e alergias

Muitas pessoas acreditam que ter um cachorro em casa pode desencadear alergias e asma em crianças. No entanto, estudos recentes mostram o contrário. A exposição precoce a animais de estimação pode, na verdade, prevenir o desenvolvimento de tais condições.

O que é asma e alergias: A asma é uma condição inflamatória crônica das vias respiratórias. Isso leva a dificuldades em respirar, falta de ar e chiado no peito. Já as alergias são reações exageradas do sistema imunológico a substâncias inofensivas, como ácaros, pólen, alimentos ou pelos de animais. As alergias podem resultar em várias condições, como rinite, conjuntivite e dermatite atópica.

cachorros pulando
cachorros pulando

Estatísticas de casos em crianças: A asma e as alergias são comuns em crianças. Estima-se que mais de 6 milhões de crianças nos Estados Unidos sofram de asma, enquanto cerca de 50 milhões sofrem de alergias. No Brasil, cerca de 30% da população sofre com rinite alérgica, e dentre eles, mais de 40% são crianças. Embora as causas dessas condições ainda sejam objeto de estudo, acredita-se que a genética, o ambiente e a exposição precoce a alérgenos sejam fatores importantes.

Ter cachorros em casa ajuda a prevenir asma e alergias: Teoria da hipótese da higiene: A teoria da hipótese da higiene sugere que a exposição a certos micróbios e alérgenos durante a infância pode ajudar a desenvolver um sistema imunológico mais resistente. Estudos têm demonstrado que, nas crianças que crescem em ambientes muito higienizados, a falta de exposição a micróbios e alérgenos pode deixar o sistema imunológico mais suscetível a reagir descontroladamente aos alérgenos.

Exposição precoce a animais de estimação: Outros estudos sugerem que a exposição precoce a animais de estimação pode estimular o desenvolvimento do sistema imunológico e prevenir o desenvolvimento de alergias. Estudos recentes têm demonstrado que crianças que crescem com cachorros em casa são menos propensas a desenvolver asma e alergias. Uma meta-análise de 2015 que reuniu dados de 13 estudos observacionais concluiu que a exposição a animais de estimação na infância pode reduzir o risco de asma em 15 a 23%.

Diminuição do risco de desenvolvimento de asma e alergias através da convivência com cachorros durante a infância: Embora os mecanismos pelos quais os cachorros podem ajudar a prevenir a asma e as alergias ainda sejam objeto de estudo, sabe-se que a presença de cachorros em casa pode diminuir o risco de desenvolvimento dessas condições, especialmente quando a exposição acontece nos primeiros anos de vida.

Como escolher o cachorro ideal para crianças com asma ou alergias: Raças de cachorro hipoalergênicas: Algumas raças de cachorro são hipoalergênicas, o que significa que elas soltam menos pelos e têm menos chance de desencadear reações alérgicas. Algumas raças de cachorro hipoalergênicas incluem Poodle, Bichon Frisé, Maltês, Schnauzer e Terrier Brasileiro.

Cuidados com o pelo do cachorro: Independentemente da raça do cachorro, é importante manter uma rotina de cuidados com o pelo para evitar que ele se torne um foco de alérgenos. Escovar o pelo com frequência, dar banhos regulares e aspirar a casa com um aspirador de alta eficiência são medidas que podem ajudar a reduzir a quantidade de pelos e alérgenos no ambiente.

Importância da escolha da raça ideal para convivência com crianças que possuem asma e alergias: Embora a convivência com cachorros possa ser benéfica para a prevenção de asma e alergias, é importante escolher a raça certa para conviver com crianças que já possuam esses problemas de saúde. Além de escolher uma raça hipoalergênica, é importante verificar se a criança já teve reações alérgicas a animais no passado.

cachorro em pé
cachorro em pé

Benefícios adicionais da convivência de crianças com cachorros: Desenvolvimento de habilidades sociais: Ter um cachorro em casa pode ajudar no desenvolvimento de habilidades sociais e emocionais em crianças. Os cachorros podem ajudar as crianças a aprender a cuidar de outro ser vivo, a desenvolver empatia e a lidar com emoções, como a tristeza e a alegria.

Redução do estresse e ansiedade em crianças: Conviver com cachorros também pode reduzir o nível de estresse e ansiedade em crianças. Estudos têm demonstrado que a interação com animais pode reduzir a pressão arterial, diminuir o estresse emocional e aumentar a produção de hormônios que promovem o bem-estar.

Efeitos positivos na saúde mental: Além disso, ter um cachorro em casa pode ter efeitos positivos na saúde mental das crianças. O amor e o carinho incondicionais que os cachorros oferecem podem ajudar a melhorar a autoestima e a autoconfiança das crianças.

Riscos de ter cachorros em casa: Possíveis reações alérgicas: Embora a convivência com cachorros possa ter muitos benefícios, é importante lembrar que algumas pessoas podem ter alergias a pelos e outras substâncias presentes no ambiente de um cachorro. É importante estar ciente do risco de reações alérgicas e, se necessário, consultar um médico para fazer testes de alergia.

Necessidade de cuidados com a higiene: Ter cachorros em casa requer alguns cuidados extras com a higiene. É importante manter o ambiente limpo e arejado, aspirando a casa com frequência e lavando regularmente os cobertores e brinquedos do cachorro.

Como ter cachorros em casa ajuda a prevenir asma e alergias

Teoria da hipótese da higiene: Uma das teorias mais interessantes que explicam por que ter cães em casa pode ajudar a prevenir asma e alergias é a teoria da hipótese da higiene. Essa teoria sugere que a exposição precoce a um ambiente rico em micróbios e germes pode ajudar a desenvolver um sistema imunológico mais forte e resistente. Em outras palavras, um ambiente muito limpo e livre de germes pode tornar o sistema imunológico mais suscetível a alergias e doenças.

cachorro roncando
cachorro roncando

Exposição precoce a animais de estimação: De acordo com um estudo da Children’s Hospital of Philadelphia, a exposição precoce a cachorros pode realmente ajudar a prevenir o desenvolvimento de alergias. O estudo acompanhou mais de 500 crianças desde o nascimento até a idade de sete anos. As crianças que cresceram em lares que tinham cachorros apresentavam um risco 13% menor de desenvolver asma do que as crianças que não tiveram contato com cachorros desde cedo.

Diminuição do risco de desenvolvimento de asma e alergias através da convivência com cachorros durante a infância: Alguns estudos também sugerem que a convivência com cachorros durante a infância pode ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento de asma e alergias.

cachorro no veterinário
cachorro no veterinário

Um estudo da Universidade de Cincinnati descobriu que as crianças que cresceram com cachorros em casa tinham um sistema imunológico mais forte e menos probabilidade de desenvolver alergias a ácaros e pólen.

Como escolher o cachorro ideal para crianças com asma ou alergias

Escolher o cachorro ideal para crianças com asma ou alergias é uma decisão importante para garantir a saúde e o bem-estar da criança. Aqui estão algumas considerações adicionais sobre como fazer essa escolha:

  1. Consulte um médico: Antes de adquirir um cachorro, é aconselhável consultar um médico especializado em alergias para avaliar o nível de sensibilidade da criança a alérgenos de cachorros. Isso ajudará a determinar se ter um cachorro em casa é uma opção viável.
  2. Teste de alergia: O médico pode recomendar testes de alergia para identificar especificamente a sensibilidade da criança a alérgenos de cachorros. Isso pode influenciar a escolha da raça, bem como as medidas de precaução necessárias.
  3. Treinamento e socialização: Independentemente da raça escolhida, é essencial que o cachorro seja bem treinado e socializado. Isso inclui ensinar o cachorro a interagir adequadamente com a criança e respeitar seu espaço.
  4. Higiene do cachorro: Manter a higiene do cachorro é fundamental. Banhos regulares e escovação ajudam a reduzir a quantidade de pelos soltos no ambiente. Além disso, lavar os brinquedos e acessórios do cachorro pode minimizar a presença de alérgenos.
  5. Ambiente livre de alérgenos: Implementar medidas para reduzir alérgenos no ambiente, como usar purificadores de ar de qualidade e manter a casa limpa e livre de poeira, pode ser benéfico para crianças com asma ou alergias.
  6. Monitoramento constante: Esteja atento à saúde da criança e observe qualquer sinal de reações alérgicas. Se a criança apresentar sintomas, consulte imediatamente um médico.
  7. Consideração do tempo e recursos: Ter um cachorro requer tempo e recursos. Certifique-se de que a família está preparada para cuidar adequadamente do cachorro e proporcionar-lhe um ambiente saudável.
  8. Adoção: Considere a possibilidade de adotar um cachorro de um abrigo ou organização de resgate. Muitos cães nessas instituições estão em busca de um lar amoroso e podem ser uma opção maravilhosa.

Lembrando sempre que a saúde e o conforto da criança são a prioridade máxima ao escolher um cachorro para uma família com crianças que possuam asma ou alergias.

Riscos de ter cachorros em casa

Com tantos benefícios em ter cachorros em casa, há também riscos que devem ser considerados antes de decidir se este é o passo certo a tomar.

Estes riscos incluem possíveis reações alérgicas, a necessidade de cuidados com a higiene e também a eventual necessidade de lidar com riscos de acidentes entre cachorros e crianças.

Possíveis reações alérgicas podem ser um grande problema para crianças que já sofrem com asma ou outras alergias. Embora muitas pessoas acreditem que cachorros com pelo curto e com menos caspa possam ser a solução, ainda é possível que esses animais desencadeiem reações alérgicas.

Por isso, é importante se certificar de que todos na casa estão cientes deste risco e de que, se necessário, sejam tomadas medidas para minimizar o impacto das alergias.

Além disso, a necessidade de cuidados com a higiene é uma obrigação para quem tem cachorros em casa. Isso inclui limpeza frequente do ambiente em que o cachorro vive, além de banhos e escovação de pelos.

A falta de higiene pode não apenas agravar possíveis reações alérgicas, mas também causar problemas de saúde para o próprio cachorro. Por fim, a convivência entre cachorros e crianças pode ser muito benéfica, mas o risco de acidentes precisa ser ponderado.

Crianças pequenas podem não entender os limites dos cachorros, e um animal agitado ou com problemas de socialização pode acabar causando danos.

Por isso, é importante supervisionar as interações, conversar com as crianças sobre as precauções necessárias e – em casos mais graves – buscar ajuda profissional.

Ter cachorros em casa pode ser uma forma eficaz de prevenir asma e alergias em crianças, mas é importante pesar os riscos e tomar as medidas necessárias para garantir a segurança de todos os envolvidos.

Considerações finais

Ao contrário do que se pensa, ter cachorros em casa pode ser uma estratégia eficaz para proteger as crianças contra asma e alergias. A teoria da hipótese da higiene sugere que a exposição precoce a animais de estimação pode diminuir o risco de desenvolvimento de doenças alérgicas.

A escolha da raça ideal e os cuidados com a higiene são essenciais para garantir a convivência saudável entre cães e crianças com asma ou alergias. Além dos benefícios à saúde, a convivência com cachorros pode contribuir para o desenvolvimento de habilidades sociais e a redução do estresse e ansiedade.

Porém, é importante estar ciente dos riscos associados, como possíveis reações alérgicas e acidentes com crianças.

Em suma, ter cachorros em casa pode ser uma opção viável para proteger as crianças contra asma e alergias, desde que feito de forma consciente e responsável.